Resenha: As Mentiras de Locke Lamora

Um livro que você só leria se recebesse indicação, As Mentiras de Lock Lamora, de autoria de Scott Lynch, é o primeiro da série Nobres Vigaristas, e a apesar do ritmo lento e de demorar a prender a atenção, possui uma narrativa interessante e uma premissa que deixa vontade de continuar a sequência.

A história introduz o submundo de Camorra, uma cidade costeira e que possui canais aquáticos, que lembra bastante a italiana Veneza. Locke Lamora é um ladrão, membro de uma organização comandada inicialmente por um padre corrupto e depois pelo próprio ladrão magricela: Os Nobres Vigaristas. No entanto, o roubo é quase um ritual religioso. Conhecido como Espinho de Camorr, Locke e sua gangue – composta pelo fiel Jean, o iniciante Pulga e os Gêmeos Calo e Galdo – aplicam golpes bem trabalhados contra a nobreza da cidade. A rotina de crimes é bem estruturada, até que uma série de eventos, envolvendo o aparecimento do Rei Cinza – uma espécie de candidato a “rei do crime” da cidade -, interrompem a tranquilidade do grupo.

A estrutura do livro incomoda um pouco e deixa o ritmo lento. A história principal é contada, ela é alternada com detalhes do passado de Locke e de outros membros da gangue. Isso deixa a narrativa um pouco emperrada. Dessa forma, demora um pouco para que o leitor se agarre ao livro e sinta necessidade de saber o desenrolar da trama.

Se por um lado, essa alternância deixa lenta a narrativa, ela também torna um pouco misteriosa. Um dos mistérios, que perdura até o momento da história, não é respondido neste livro. O que levou o grande amor de Locke desaparecer é um dos pontos que torna a trama atrativa.

Além disso, o livro é uma ótima introdução para a sequência. Após dar detalhes do passado dos Nobres Vigaristas, o leitor mergulha na fantasia, se sentindo cada vez mais imerso no mundo criado por Lynch. O autor, não só consegue criar um novo mundo, como também é bastante perspicaz ao desenvolver a história: O final acelerado é de tirar o fôlego, os personagens são bem construídos e os diálogos são perfeitos para quem gosta de ironia e sarcasmo.

Humor, ação, adrenalina, emoção e mistério. Todos esses ingredientes, somados a trama bem encaminhada e cheia de suspenses, ainda que um pouco emperrada no começo, deixa um gostinho de quero mais, saciado pela existência dos outros livros da sequência. Vale a pena ler as aventuras do Espinho de Camorr e dos Nobres Vigaristas.

  Livro: As Mentiras de Locke Lamora
Autor: Scott Lynch
 Editora: Arqueiro
  Gênero: Fantasia
Ano:
2014
  Nº de páginas: 464 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.